O meu maior desafio no vestibular era literalmente o conhecimento, ou melhor, a falta dele. Fiz o ensino médio em uma escola pública, infelizmente sucateada pelo governo, e me formei sem nenhum suporte para prestar o vestibular.

Sendo assim, a tão sonhada faculdade de medicina teve que ser adiada por alguns anos. Fiz técnico em enfermagem pensando que poderia substituir meu sonho, mas logo percebi que eu queria mais. Foi aí que conheci meu noivo, ex aluno Maquifísica. Hoje formado em medicina e residente na Unifesp em ginecologia oncológica. Foi ele que me apresentou ao Maquifísica, que durante esses anos se transformaram em uma família para mim. Vocês foram fundamentais para que eu conseguisse entrar em medicina. Cada palavra de apoio, cada puxão de orelha e todo os ensinamentos me ajudaram a conquistar meu sonho. Obrigada a todos os professores do Maquifísica por tudo o que me ensinaram, principalmente a Conceição, Carla e Adolfo por terem participado tão intensamente da minha vida e da vida do Eduardo. Não vamos decepcionar vocês!

PS: Carla e Conceição meu primeiro trabalho acadêmico foi de bioquímica e estatística. Cálculo de solução, pesagem em balança analítica e semi-analítica utilizando balão volumétrico, béquer, proveta e erlenmeyer. Depois tive que calcular a média, mediana e desvio padrão de cada amostra e analisar os resultados. E eu achando que ia me livrar da matemática!

PS2: Adolfo, esperando ansiosamente pela matéria de biofísica!

Beijos
Vocês estarão no meu coração para sempre!